A História de um Condenado à Morte na Guerra Civil de Espanha que É Hoje o Último Soldado Basco

último-soldado-basco-de-pé

Há mais de 80 anos, em 1937, José Moreno foi capturado e condenado à morte. Decorria a Guerra Civil Espanhola. Em novembro de 2018, o ex-soldado completou 100 anos de vida.

José Moreno é hoje o último soldado basco. E a verdade é que nunca chegou a saber por que razão foi poupado da morte já sentenciada e deixado preso.

último-soldado-basco-silhueta

Com um século de existência, Moreno afirma conseguir lembrar-se claramente de tudo aquilo pelo qual passou. O sorriso rasgado reflete a sua alegria e surpresa por ainda estar vivo.

Em 1936, um enorme número de corajosos combatentes alistou-se no exército basco para apoiar na defesa do governo espanhol contra o golpe de Franco. Desse grupo, só resta Moreno.

Em 1937, Franco, com a ajuda dos seus aliados alemães e italianos de regimes fascistas, conseguiu tomar a cidade basca de Bilbao. Moreno conta que, após render-se aos italianos, foi condenado à morte pelas forças espanholas.

Mas o que realmente sucedeu foi que o soldado permaneceu na prisão e, posteriormente, num campo de concentração, durante alguns anos após a sentença.

Na atual conjuntura política espanhola, Moreno preocupa-se imenso com o ressurgimento da extrema direita. Um receio que, em dezembro de 2018, parece ter sido ainda mais alimentado pela conquista de assentos parlamentares na Andaluzia por parte de um partido nacionalista.

Mais do que ninguém, Moreno sabe, em primeira mão, que os extremismos podem sair vitoriosos de um momento para o outro.